Categoria "Filme"

Filme: Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them)

Em 29.11.2016   Arquivado em Filme

Eu nunca fui fã de Harry Potter. Eu até tentei assistir aos filmes e sempre dormi antes da metade, mas o trailer me deixou curiosa desde o início.

Eu nunca li os livros do H.P, tampouco li Animais Fantásticos. Quem me conhece de verdade, sabe o quanto sou apaixonada por animais, e isso foi o que mais me chamou a atenção para o filme: animais e o que parecia ser um filme… de magia.

O excêntrico magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) chega à cidade de Nova York levando com muito zelo sua preciosa maleta, um objeto mágico onde ele carrega fantásticos animais do mundo da magia que coletou durante as suas viagens. Em meio a comunidade bruxa norte-america, que teme muito mais a exposição aos trouxas do que os ingleses, Newt precisará usar todas suas habilidades e conhecimentos para capturar uma variedade de criaturas que acabam fugindo.

E quem disse que isso seria tarefa fácil? É claro que Newt se mete em muitas confusões, desde o início do filme. Engraçado, leve e com personagens carismáticos (foco no engraçadíssimo Jacob), cenários harmoniosos e animais meeeeega fofos (ênfase no fofo) o filme voa e termina com triste pesar em ter que se despedir de cada um deles.

No geral o filme não trás tantas emoções, é talvez previsível, mas vale cada centavo.

Ainda não viu? Então confira um pouquinho do trailer (se já viu, vale a pena ver de novo 😉 ):

E vocês, já assistiram? O que acharam?

Um beijo!

Filme: Quando As Luzes Se Apagam (Lights Out)

Em 25.08.2016   Arquivado em Filme

Quando vocês me disseram na pesquisa ‘O Leitor Manda’ que gostariam de ver sobre filmes por aqui, quem disse que eu não atenderia?! 😀
Não sou crítica de cinema nem muito menos parecida, mas resolvi trazer um pouquinho do que eu ando acompanhando aqui, para vocês com alguma frequência.

O último filme que assisti foi Quando as Luzes Se Apagam, ou Lights Out, nos gringos.

“Desde que era pequena, Rebecca tinha uma porção de medos, especialmente quando as luzes se apagavam. Ela acreditava ser perseguida pela figura de uma mulher e anos mais tarde seu irmão mais novo começa a sofrer do mesmo problema. Juntos eles descobrem que a aparição está ligada à mãe deles, Rebecca começa a investigar o caso e chega perto de conhecer a terrível verdade.”

Quem não tinha medo do escuro quando criança?! Eu confesso que tenho até hoje. A ideia de ter alguém ou alguma coisa à espreita, te observando é assustadora.
Quando as Luzes Se Apagam mostra bem essa ideia, e o que era um simples medo de infância pode durar a vida inteira.

O filme é bom, mas para quem esperava algo do nível Invocação do Mal I e II, eu confesso que esperava um pouquinho mais. Porém, para quem esperava um pouco de terror, James Wan, também não deixou a desejar.

O filme já começa com tudo, prometendo sustos nos primeiros minutos ao fim. Acho que pecou um pouco nesse ponto, é como a sobremesa antes do jantar, já revelando o momento tão esperado antes mesmo da gente conhecer a história inteira.
Talvez seja esse o motivo principal que não me fez assustar nas partes tão importantes.

A história é bem típica dos filmes atuais, talvez até clichê. A ideia principal é ótima, afinal como eu já citei acima – o tal medo de infância – e a narrativa de um drama familiar é interessante. Tudo isso se… não deixasse a desejar num pequeno ponto: a concepção da entidade paranormal ser tão equivocada.

Diana, a grande e assustadora ‘estrela do filme’, possui certas habilidades difíceis de convencer a qualquer um, ou pelo menos eu. Por ser uma entidade (ou fantasma, ou chame como quiser rs) possui habilidades que a torna praticamente invencível: teletransporte, que a torna onipresente, super-força e intangibilidade, dois últimos que me fizeram pensar como é que ela consegue ser barrada por uma porta, mas não pode ser atingida por uma bala?

Apesar dos sustos, também dei boas risadas com o filme. Se eram pra ser intencionais ou não, não sei, mas valeu a pena!

Segue o trailer abaixo:

E vocês, já assistiram o filme? O que acharam?

Um beijo!

Filme: Procurando Dory

Em 06.07.2016   Arquivado em Filme

13 anos depois do lançamento de Procurando Nemo, finalmente matamos as saudades de Marlin, Nemo e Dory.

Eu adoro os filmes da Disney e já assisti mil vezes Procurando Nemo sem enjoar. Quando finalmente estreou Procurando Dory, eu fui rapidinho assistir.

Sinopse: Um ano após ajudar Marlin a reencontrar Nemo, Dory tem um insight e lembra de seus pais. Ela então decide fazer de tudo para reencontrá-los, passando por vários obstáculos e situações inesperadas.

Não sei dizer se ele supera Procurando Nemo, pois eu amei os dois e sou suspeita a falar. O filme trata o tema principal a família, sendo bem mais emotivo do que o primeiro (ameeei e me emocionei com o final <3).

Engraçado, com efeitos e gráficos excelentes (um exemplo foi o cuidado com a variação de iluminação do mar, muito bem feito), é impossível não se encantar e sentir intimidade com o oceano. Achei que o filme foi ganhando força conforme foi avançando, mas sem perder o ritmo. Na minha opinião Dory acabou ficando em segundo plano, diante de tantos personagens carismáticos e apaixonantes.

Já viram o trailer?

Já assistiram? Gostaram do filme? 😀

Um beijo!